Desiderata expande atividades para todo o estado do Rio de Janeiro

Banner

O Instituto Desiderata, que há 15 anos desenvolve soluções para a saúde pública de crianças e adolescentes no Rio de Janeiro, iniciará em 2019 um projeto de dois anos que capacitará 80 registradores de câncer do Sistema Único de Saúde (SUS) e 1.600 profissionais de saúde de todos os 92 municípios do estado para identificar sinais e sintomas da doença, agilizar o fluxo de encaminhamento dos casos aos hospitais especializados e para qualificar as informações prestadas sobre o câncer.

O projeto foi aprovado pelo Ministério da Saúde para o Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (PRONON), que permite que empresas destinem até 1% do imposto devido para ações e projetos de atenção oncológica. “Conseguimos captar recursos em 2017 e já poderemos iniciar nossas atividades em 2019”, afirma a diretora executiva do Desiderata, Roberta Costa Marques. “É uma grande conquista para o Desiderata e representa a expansão do trabalho que desenvolvemos com a capacitação de profissionais da Atenção Primária desde 2007 para todo o estado do Rio de Janeiro”, diz.

Até o final de 2020, os profissionais da Estratégia de Saúde da Família do estado do  Rio de Janeiro terão aulas com temas como “Política Nacional de Atenção Oncológica”, “Sinais e sintomas de suspeição”, “Comunicação de notícias difíceis”, “Estratégia de Saúde da Família e o cuidado da criança e do adolescente com câncer” e “Identificação, mapeamento e estratégias de atuação para a qualificação do preenchimento do Registro Hospitalar de Câncer”.

“A capacitação de registradores de câncer será uma oportunidade para entender os desafios desses profissionais e construir com eles propostas para a qualificação da coleta e registro dos dados”, afirma a gerente de Saúde do Desiderata, Laurenice Pires. “Esperamos assim contribuir para a potencialização do Registro Hospitalar de Câncer e dos registradores como uma categoria fundamental no combate ao câncer”, diz.

Sobre o Desiderata

O Instituto Desiderata é uma OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público), fundada há 15 anos no Rio de Janeiro, que sonha em ver crianças e adolescentes brasileiros entre os mais saudáveis do mundo. Eleita uma das 100 melhores ONGs do Brasil pelo Instituto Doar, constrói uma história inovadora de atuação conjunta com gestores públicos e organizações buscando soluções que garantam a prevenção, diagnóstico e cuidado tempestivos para a saúde de crianças e adolescentes. Para isto, realiza ações de mobilização e articulação entre o setor público e a sociedade civil, capacitação de profissionais de saúde, humanização do tratamento e produção e disseminação de conhecimento na área. Desde o início, o Desiderata trabalha para mudar a realidade do câncer infantojuvenil no Rio de Janeiro. Em 2019, amplia sua atuação para outras doenças crônicas não-transmissíveis e fatores de risco, como a obesidade infantil.