UMA QUESTÃO DE SAÚDE PÚBLICA.

Se você se preocupa com o que seu filho costuma comer e beber, este texto foi pensado para você. A alimentação inadequada é uma das maiores causas do excesso de peso em crianças e adolescentes, e isso pode causar problemas de saúde agora e na vida adulta.

Uma série de ambientes, da escola ao supermercado, entre outros fatores, acabam induzindo-os, de forma lúdica, ao consumo de produtos inadequados. Mas a obesidade infantil não é brincadeira: é uma condição provocada por múltiplos fatores, e pode atingir formas tão graves em crianças e adolescentes quanto em adultos, prejudicando seu desenvolvimento. Além disso, um grande número de crianças com obesidade mantém a condição na vida adulta, aumentando o risco de desenvolver diabetes, hipertensão, doenças cardiovasculares e respiratórias, entre outras consequências.

É comum os responsáveis por uma criança com obesidade pensarem que o problema é exclusivamente deles e se sentirem impotentes para mudar o quadro. Colocar a responsabilidade pela obesidade infantil nos pais é ignorar, entre outras causas, que as escolhas alimentares são influenciadas por condições sociais, culturais, educacionais e de saúde. Pais, familiares e cuidadores só vão poder exercer seu cuidado de maneira plena e responsável se o ambiente social for favorável a escolhas e práticas saudáveis.

Atualmente, 1 em cada 3 crianças com idade de 5 a 9 anos está acima do peso, segundo o Ministério da Saúde. A OMS prevê que, em 2030, o Brasil será o 5º país do mundo em número de crianças com obesidade. Cabe a todos nós fazer com que esta seja entendida como uma questão de saúde pública.

Alimentos ultraprocessados e publicidade direcionada a crianças estão entre os principais inimigos dos hábitos saudáveis na infância. Devemos nos engajar em ações coletivas para a implementação de leis específicas que possam ajudar as pessoas a fazerem escolhas mais saudáveis, como a exigência de rotulagem de fácil compreensão nas embalagens e a limitação das bebidas açucaradas, entre outras medidas.

Precisamos acompanhar de perto e entender melhor as causas da obesidade infantil. Cadastre-se em nosso site e continue acompanhando este blog para saber mais.

Compartilhe

Quer ver mais conteúdos como esse?
Cadastre-se para ser avisado dos nossos posts semanais.


Gostaria de mais informações ou tem alguma dúvida?
Manda uma mensagem pra gente!

Posts relacionados

Siga nossas redes sociais

Siga nossas redes sociais

Parceiros

Parceiros