ESCOLHER ALIMENTOS SAUDÁVEIS PARA CRIANÇAS
DEVERIA SER MAIS FÁCIL.

Os números crescentes da obesidade infantil tornaram-se um problema em vários países nos últimos anos. O México, maior consumidor de alimentos ultraprocessados da América Latina, chegou a decretar recentemente um alerta epidemiológico devido às altas taxas de diabetes e obesidade. Lá, cerca de 40% das calorias* que as crianças em idade pré-escolar ingerem vêm de alimentos ultraprocessados.

Nunca é demais lembrar que, entre esses produtos, que contêm açúcar, sal e gorduras em excesso, estão bebidas açucaradas, embutidos, macarrões instantâneos e bebidas lácteas. Esses itens costumam ser bastante populares entre crianças, entre outras razões, por causa da publicidade direcionada a elas.

Porém, muitas pessoas acabam comprando esses produtos sem saber o que realmente são. Uma das razões para isso é que eles possuem embalagens apelativas, às vezes com uso de personagens, e pouca ou nenhuma indicação sobre altos teores de sódio, açúcar e gorduras. Sem essas informações claras, não é possível fazer uma escolha de verdade.

Mas os mexicanos já deram alguns passos importantes para garantir uma alimentação mais saudável, implementando selos de alerta nas embalagens e restringindo a publicidade direcionada a crianças, por exemplo. Além deles, Chile, Uruguai e Peru também já adotaram a indicação nos rótulos. No Chile, a adoção desse tipo de selo foi uma das estratégias implementadas para lidar com a alta taxa de obesidade no país. E está dando certo, como afirma este estudo**.

Veja exemplos de como um alerta para os consumidores pode ser:

No Brasil, ainda não temos uma rotulagem nutricional adequada e de fácil compreensão, o que prejudica bastante as escolhas alimentares das famílias. Produtos aparentemente inofensivos, e alguns até mesmo ofertados como opções saudáveis, contêm quantidades preocupantes de ingredientes que deveríamos evitar consumir em excesso e que acabamos comprando sem saber. Com rotulagem adequada, as próprias crianças podem fazer essa distinção***.

Garantir informações nutricionais que nos permitam fazer escolhas mais conscientes é um passo importante para conseguirmos alcançar melhores indicadores de saúde para crianças e adolescentes no Brasil. Continue acompanhando este site para saber mais. Vamos encarar, juntos, o desafio da obesidade infantil!

Saiba mais: Conheça a campanha do Idec por uma rotulagem adequada.

*https://news.un.org/pt/story/2020/03/1706371
**https://ijbnpa.biomedcentral.com/articles/10.1186/s12966-019-0781-x
***https://www.youtube.com/watch?v=XJfZJfc56lY&feature=youtu.be

Compartilhe

Quer ver mais conteúdos como esse?
Cadastre-se para ser avisado dos nossos posts semanais.


Gostaria de mais informações ou tem alguma dúvida?
Manda uma mensagem pra gente!

Posts relacionados

Siga nossas redes sociais

Siga nossas redes sociais

Parceiros

Parceiros