Niterói e Itaboraí inauguram capacitação no Estado

Rio de Janeiro, 22 de julho de 2019. – O Instituto Desiderata, que há 15 anos promove soluções para a saúde pública de crianças e adolescentes, iniciou, na última semana, em Niterói e Itaboraí, o projeto “Do Diagnóstico precoce ao registro do câncer infantojuvenil: capacitação de profissionais de saúde e registradores de câncer na rede SUS” com turmas lotadas e lista de espera. O objetivo do curso é que profissionais de saúde dos 92 municípios do Rio de Janeiro conheçam mais profundamente os sinais e sintomas da doença que mais mata crianças e adolescentes no Brasil e encaminhem mais rapidamente aos centros especializados de tratamento.
“Realizamos capacitações desde 2003 e é extremamente gratificante ver o grande aumento da procura pelo curso ao longo dos anos”, diz a Gerente de Saúde do Desiderata, Laurenice Pires. “A saúde pública tem a expertise e a capilaridade para promover mudanças estruturais e o Desiderata, em parceria com o INCA e as Secretarias Municipais e Estadual de Saúde, vê na capacitação a oportunidade de colocar o câncer infantojuvenil como prioridade na agenda de profissionais de saúde”, afirma.

Até o próximo dia 5 de agosto, 160 profissionais desses municípios e de outros próximos como Silva Jardim, Rio Bonito, Maricá e Tanguá, receberão aulas sobre temas como políticas públicas de saúde e câncer infantojuvenil, os cuidados necessários para a atenção à saúde da criança e do adolescente com câncer, sinais e sintomas de suspeição, comunicação de notícias difíceis, a estratégia de saúde da família e o cuidado e a organização do sistema de referência e contra referência para a assistência à criança e ao adolescente com câncer.

Presente na aula inaugural da capacitação em Itaboraí, o Secretário de Saúde do Município, Júlio César Ambrosio, ressaltou a “extrema importância” da capacitação como estratégia de prevenção da doença e ressaltou a delicadeza do público alvo do projeto. “O intuito é trazer um benefício maior à população infantojuvenil que às vezes passa desapercebida”, afirmou. Também participaram das aulas outros representantes das secretarias municipais de saúde, secretaria Estadual e docentes do Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Esta é a primeira vez que este programa está sendo realizado com recursos do Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (PRONON). Aprovada pelo Ministério da Saúde, a iniciativa permite que empresas destinem até 1% do imposto devido para ações e projetos de atenção oncológica. A expectativa é de que até 2021 mais de 1600 profissionais sejam atendidos.

Para saber as próximas datas e locais de realização das capacitações, acompanhe nossas redes sociais!

Sobre o Desiderata

O Instituto Desiderata, fundado há 15 anos no Rio de Janeiro, constrói uma história inovadora de atuação conjunta com gestores públicos e organizações buscando soluções que garantam a prevenção, diagnóstico e cuidado tempestivos para a saúde de crianças e adolescentes. Realiza ações de mobilização, capacitação de profissionais de saúde, humanização do tratamento e produção e disseminação de conhecimento na área. Desde seu início, trabalha para mudar a realidade do câncer infantojuvenil no Rio de Janeiro. Em 2019, amplia sua atuação para outras doenças crônicas não transmissíveis e fatores de risco, como a obesidade infantil.

(Crédito da Imagem: Victor Soares Bezerra)