Cuidados Paliativos

Crianças e adolescentes precisam de cuidados específicos para
mitigar a dor e trazer qualidade de vida durante o período de
tratamento.

No Desiderata, acreditamos que esse panorama pode e precisa mudar. Embora as principais políticas e diretrizes nacionais e internacionais indiquem os cuidados paliativos como parte do cuidado integral ao paciente, ainda são embrionárias as ações, em especial aquelas relacionadas à pediatria no Brasil e no Rio de Janeiro.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, “os cuidados paliativos são uma abordagem que melhora a qualidade de vida dos pacientes e suas famílias frente a um problema associado à doença com risco de vida, através da prevenção e alívio do sofrimento por meio de identificação precoce e avaliação e tratamento impecável da dor e outros problemas psicossociais e espirituais.”

Os serviços públicos de oncologia pediátrica no Rio de Janeiro desenvolvem ações relacionadas ao tema, com diferentes níveis de organização e institucionalização. Nosso trabalho tem sido apoiar a estruturação desse cuidado em todos os hospitais com oncologia pediátrica, a partir da construção de uma rede colaborativa entre os profissionais, com o objetivo de instituir o cuidado paliativo pediátrico no dia-a-dia dos hospitais.

2.5 milhões de crianças morreram necessitando de cuidados paliativos, no mundo.

The Lancet, 2018. Global Health. Toronto Global Cancer Control Conference 2018

Principais resultados

  • Formação de um grupo de trabalho e realização de reuniões periódicas com médicos, enfermeiros, assistentes sociais e psicólogos de quatro dos seis hospitais com serviço de oncologia pediátrica do Rio de Janeiro.
  • Construção de um modelo padrão de plano de trabalho a ser utilizado por esses hospitais.
  • Construção de um projeto de pesquisa sobre cuidados paliativos pediátricos no Brasil.