Primeira semana do 6º FOP reúne participantes de todo o Brasil para discutir políticas voltadas para o câncer infantil

A primeira semana do 6º Fórum de Oncologia Pediátrica reuniu mais 700 participantes on-line de todo Brasil, que acompanharam encontros temáticos e mesas que reuniram profissionais de referência na oncologia pediátrica e discutiram temas como a importância dos cuidados paliativos ao longo do tratamento, a superação das diferenças regionais no acesso ao tratamento e a importância dos dados para a criação de políticas eficazes.

Durante a mesa de abertura , “Como avançar de forma mais equitativa nas políticas para o câncer infantil no Brasil?“, a Diretora Executiva do Desiderata, Roberta Costa Marques, lançou a primeira edição nacional do Panorama da Oncologia Pediátrica e deu as boas vindas aos participantes do encontro.

“Pretendemos sair deste encontro não apenas com um debate maior, mas também com prioridades definidas para subsidiar um plano nacional, que permita avançarmos de maneira mais equitativa no enfrentamento ao câncer infantil”, afirmou Roberta.

As mesas contaram com facilitações gráficas para ilustrar o conteúdo desenvolvido nos debates. Confira abaixo:

Como avançar de forma mais equitativa nas políticas para o câncer infantil no Brasil?

Conquistas e Desafios no acesso ao atendimento do câncer infantojuvenil

Como os Dados podem ser usados na Gestão de Políticas Públicas de Câncer Infantil

Acesse o conteúdo do FOP!

Todas as mesas, cursos e encontros temáticos estão gravados e podem ser acessados diretamente na plataforma do evento. Se você ainda não se inscreveu, confira a programação e se inscreva! Nesta semana tem mais!

A 6ª edição do FOP conta com as parcerias institucionais com OPAS, INCA, CONIACC e SOBOPE e o patrocínio do St Jude Children’s Research Hospital (EUA) e Oncologia D’or.